Alimentos com ação anti-inflamatória
Alimentos com ação anti-inflamatória

Alimentos com ação anti-inflamatória

Tudo o que você consome, está diretamente ligado a como o seu corpo reage diante das complicações de saúde e da regeneração do organismo. Portanto, esta é uma reafirmação de que a alimentação bem feita é muito importante para a nossa saúde.
Para que tenha imunidade resistente aos vírus e infecções, é preciso ter uma alimentação rica em nutrientes, vitaminas e sais minerais, assim o sistema imunológico se fortalece e permanece ávido às defesas necessárias.
Os alimentos, incluindo as frutas, podem ser remédios e antídotos naturais para o corpo contra vários tipos de doenças.
Segue abaixo algumas das frutas que, além de ter um forte poder anti-inflamatório para o organismo, são ricas em outros nutrientes.

Frutas e vegetais
Todas as frutas e vegetais, devido ao seu rico conteúdo de nutrientes e fibras, ajudam a combater a inflamação crônica, por isso certifique-se de incluir quantidades adequadas desses alimentos por dia. Alguns tipos de produtos frescos, no entanto, são ainda mais potentes do que outros.

Algumas frutas e legumes anti-inflamatórios fantásticos para incluir em seu plano de refeição incluem:
Maçãs: fonte de vitamina A, tiamina, riboflavina, niacina, vitamina C, cálcio, ferro, potássio, fósforo, sódio, magnésio e enxofre. A maçã também é uma excelente fonte de pectina.
Frutas vermelhas: são ricas em antioxidantes como antocianinas e flavonóides, além de concentrar alto teor das vitaminas C e E.
Brócolis: é uma rica fonte de vitamina C e fibras alimentares. Brócolis também é uma excelente fonte em betacaroteno e proteína, além disso, é rico em vários minerais tais como: o magnésio, cálcio, ferro e zinco.
Cogumelos: fonte de Antioxidantes.
Mamão: fonte em antioxidantes, vitaminas, minerais e várias enzimas digestivas que ajudam no desenvolvimento do corpo.
Espinafre: é rico em nutrientes como sais minerais (ferro, fósforo e cálcio) e vitaminas A e do complexo B, neoxantina e violaxantina, anti-inflamatórios que desempenham um papel importante na regulação da inflamação e estão presentes em quantidades anormais no espinafre.
Abacaxi: é rico em vitaminas A, B1 e C, além de magnésio, cobre, manganês, ferro, fibras e bromelina.
Acerola: além de uma forte porcentagem de vitamina C, também possui grande quantidade de cálcio, ferro, fósforo, vitamina A, B1, B2 e B3.
Açaí: contém vitaminas C, B1 e B2, também possui uma boa porcentagem de fósforo, ferro e cálcio.
Amora: é rica em vitamina A e C. Alivia a diarreia, reduz o envelhecimento precoce e contribui para o sistema nervoso central.
Cereja: é rica em vitamina A, B e C. Contém cálcio, ferro, fósforo e proteínas. Além disso, é muito apreciada por combater os radicais livres e ajudar na digestão.
Coco: é rico em sais minerais, como potássio, fósforo, sódio e cloro. Conta com proteínas importantes para o funcionamento do organismo e fibras que estimulam a atividade intestinal.
Goiaba: destaca-se pelo alto teor de proteínas, fibras, açúcares totais, cálcio, fósforo e potássio, além de vitaminas A e C.
Jabuticaba: são ricas em cálcio, ferro, fósforo, potássio, sódio e magnésio. Contém minerais importantes para manter a rigidez da estrutura óssea e dos dentes.
Kiwi: é fonte de vitamina C, E, B6, niacina, potássio, magnésio, cobre, fosfato e fibras dietéticas. Não possui gordura saturada nem colesterol.
Laranja: contém alta porcentagem de cálcio, ferro, fósforo, magnésio, potássio e várias vitaminas, em especial a vitamina C.
Limão: é uma fruta rica em vitamina C, complexo B e sais minerais, como o fósforo, cálcio e ferro.
Chá verde: esta bebida leve é ótima para ajudar reduzir sua cintura, bem como para diminuir a inflamação. Os flavonóides presentes neste chá tem propriedades anti-inflamatórias naturais. E o EGCG(catequinas) composto no chá verde ajuda a reduzir a gordura corporal.

As gorduras monoinsaturadas
Estas gorduras saudáveis para o coração ajudam a aumentar os níveis de colesterol HDL saudáveis e reduzir a inflamação em geral. Grandes fontes incluem o óleo de oliva, amêndoas e abacate.

Ácidos graxos ômega-3
A pesquisa mostrou que uma dieta com alto teor de ômega-3, ácidos graxos e baixo percentual de ômega-6, tem sido associada com a diminuição da inflamação. Alimentos fontes de ômega-3 incluem nozes, semente de linhaça e peixes, como salmão selvagem do Alasca.

Temperos
Alguns temperos, incluindo o alho, o açafrão, a canela, o gengibre e a pimenta, tem capacidades de reduzir a inflamação, por isso, tente adicioná-los a refeições o mais rápido possível.

Água
Manter-se hidratado é essencial para a liberação de toxinas que causam a inflamação fora de seu corpo. Ingerir no mínimo 2 litros de água por dia.

Cereais integrais
Rico em fibras, cereais integrais ajudam a controlar a resposta de insulina em seu corpo. O teor de vitamina B dos grãos integrais também ajuda a reduzir a homocisteína no corpo. A homocisteína é uma substância envolvida no processo inflamatório.

 

Keli Lang Schäfer

Nutricionista

Pós-graduada em Nutrição Humana com área de concentração em Nutrição Clínica

CRN 8 3198

 

Atende no Centro Administrativo – Antigo Hospital Filadélfia
Rua Mato Grosso, 640 – Centro
Marechal Cândido Rondon – PR
Fone: (45) 3284-7100

1 Comentário

  1. Oi pessoal
    Esse site é mesmo surpreendente, queria dar os parabéns pelo trabalho de vocês.
    Sempre é bom obter novos conhecimentos, obrigado 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *