OBSESSIVAMENTE SAUDÁVEL?!! Saiba o que é Ortorexia Nervosa.
OBSESSIVAMENTE SAUDÁVEL?!! Saiba o que é Ortorexia Nervosa.

OBSESSIVAMENTE SAUDÁVEL?!! Saiba o que é Ortorexia Nervosa.

A crescente preocupação com uma vida mais saudável, aliada ao conhecimento dos muitos fatores que afetam a saúde humana (genéticos, ambientais, comportamentais, culturais, dietéticos, entre outros), tem gerado também maior interesse pelo alcance de uma alimentação saudável. A ideia de que a dieta exerce um importante papel na promoção da saúde e prevenção de doenças está cada vez mais presente na consciência coletiva. Estudos publicados pela Universidade de Loma Linda, nos Estados Unidos, revelam que pessoas que optam por uma dieta vegetariana, apresentam melhor saúde, vida mais longa e menos risco de desenvolver doenças crônicas, como diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

Porém, como em outros aspectos da vida, o equilíbrio na escolha da alimentação é fundamental para evitar extremos e excessos. Nos últimos anos temos observado que algumas pessoas desenvolvem um comportamento obsessivo patológico em relação à alimentação, caracterizado por uma fixação fora do normal por saúde alimentar, qualidade dos alimentos e pureza da dieta. Essa nova condição, ainda não reconhecida oficialmente como um transtorno alimentar, recebeu o nome de Ortorexia Nervosa.

O termo foi criado por Steven Bratman, um médico norte americano que sugeriu esta condição como um novo comportamento alimentar transtornado. Na busca pela “pureza alimentar”, os indivíduos com comportamento ortoréxico podem se tornar muito seletivos em relação aos alimentos que escolhem, dessa forma acabam optando por condutas alimentares cada vez mais restritivas que podem levar à carência de determinados nutrientes, colocando em risco sua própria saúde. Com o tempo, passam a dedicar cada vez mais tempo para planejar, comprar e preparar os alimentos que vão consumir. Alguns autores complementam a descrição, propondo sintomas como evitar extremamente os corantes, aromatizantes, conservantes, pesticidas, alimentos geneticamente modificados, com muito sal e/ou açúcar e até utensílios de cozinha de modo ritualístico (somente cerâmica por exemplo);.

Cabe ressaltar que o ato de comer adequadamente não está relacionado apenas na manutenção da saúde, mas também com um comportamento social aceitável, portanto, a comida não deve ser saudável somente para o corpo, mas também para manter a mente e para vida social.

 

Keli Lang Schäfer

Nutricionista

Pós-graduada em Nutrição Humana com área de concentração em Nutrição Clínica

CRN 8 3198

 

Atende no Centro Administrativo – Antigo Hospital Filadélfia
Rua Mato Grosso, 640 – Centro
Marechal Cândido Rondon – PR
Fone: (45) 3284-7100