Próstata
Próstata

Próstata

A próstata é uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino, participando da formação do sêmen. Fica localizada logo abaixo da bexiga. Participa também do trato urinário, pois, ao sair da bexiga, a urina passa por dentro da próstata (uretra prostática) antes de seguir pela uretra do pênis.

Quando falamos em ir ao urologista para fazer exame de rotina de próstata, imediatamente associamos ao fato de estarmos nos prevenindo do câncer de próstata, mas isso é um engano. A visita anual ao urologista não previne o câncer, mas facilita a detecção precoce e, consequentemente, aumenta as chances de cura. Mas não é somente o câncer de próstata que pode ser detectado na visita ao urologista.

 

SVI---exame-de-toque-prostata-dedo

 

A doença mais comum da próstata é a HPB (hipertrofia prostática benigna) e ocorre em muitos homens principalmente após os 60 anos de vida. Trata-se de um aumento da glândula que pode acabar ocasionando dificuldades de urinar ou até mesmo “trancar” a urina de vez. Há outras doenças que acometem a próstata, mas são bem menos frequentes e não serão citadas aqui.

A preocupação do urologista é sempre detectar sintomas desta hipertrofia (jato urinário fraco, urina que demora a começar a sair, aumento da frequência urinária, levantar-se muitas vezes durante a noite para urinar) precocemente para tratá-la com medicamentos e tentar evitar a necessidade de uma cirurgia. Já no caso de câncer de próstata inicial não há sintomas e a investigação baseia-se no exame de toque e na dosagem no sangue do PSA. Outro equívoco muito comum em grande parte da população é crer que o exame de PSA substitui o toque. Eles são instrumentos que se complementam na investigação.

Tenho percebido um aumento da procura dos pacientes pelo exame de rotina de próstata e isso se deve a dois motivos: o primeiro é que a população está vivendo mais e atingindo níveis de expectativa de vida cada vez mais longos e o segundo é uma diminuição do preconceito com relação ao exame de toque.

O indicado é procurar o urologista a partir dos 40 a 45 anos. Dependendo da história familiar, dos valores e evolução do PSA e dos sintomas, o toque pode ser iniciado apenas aos 45 a 50 anos.

 

Dr. Alexandre Claro Haber é Médico, Especialista em Urologista – CRM-PR 31114

Ele atende pelo Sempre Vida na Clínica Reabilitar

Rua Cabral, 982 – Centro

Fone: (45) 3254-1316

E-mail: alexandreclarohaber@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *