Varizes de membros inferiores

Uma afecção venosa conhecida desde o tempo da antiguidade, documentada em papiros de 1550 a.C, varizes é uma doença que atinge 47% da população brasileira, e aflige consideravelmente mais mulheres do que os homens (proporção de 4:1).

A gravidez é um dos clássicos fatores de risco desencadeantes e agravante da doença varicosa. As veias dilatadas surgem, com grande freqüência, no início da gravidez, em decorrência da ação do estrogênio sobre a musculatura da parede venosa. No decorrer da gestação, a tendência é o aumento da quantidade de veias dilatadas, em conseqüência do aumento da pressão venosa pela compressão uterina. Isto é, por compressão abdominal pelo útero, há a diminuição da drenagem venosa periférica.

clv_ilustracao-varizes

Num certo número de mulheres, especialmente na primeira gravidez, essas varizes tendem a desaparecer após o parto. Em outras, entretanto, essas varizes se mantêm, ou regridem parcialmente, e isso depende de fatores hereditários e de risco concomitantes. Observa-se, também, que existe uma relação direta entre o número de gestações e a quantidade de varizes, não importando a idade.

A solução do problema, está na prevenção e no tratamento das mesmas. Isto se dá através do uso de meias de compressão elástica, da elevação das pernas, das aplicações das varicoses e por cirurgia de varizes maiores.

Consulte um especialista para receber as orientações quanto ao diagnóstico e tratamento desta doença.

 

Dr. Américo Kazuo Kawai
Cirurgia Geral e Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular – CRM 22551

E-mail: americo@institutovascular.com.br

Instituto Vascular
Rua Dom Pedro II, 2359, centro,
cascavel-PR, cep:85812-120
Fone:(45)3225-1288